domingo, 11 de setembro de 2016

Top 10 - Brian De Palma


GUILHERME W. MACHADO


Inspirado pelo recente documentário De Palma [2016] que anda rolando por ai, tomei a tarefa de corrigir o absurdo de não ter postado ainda um top desse que foi um dos diretores que me fizeram amar o cinema. Brian De Palma, se não o primeiro, foi um dos primeiros diretores que cheguei a conhecer por nome. Dono de uma carreira excepcionalmente consistente, com muito poucos furos, De Palma tornou-se um dos grandes manipuladores do cinema, um ourives da imagem e mestre dos segredos. Missão: Impossível é fundamental no que tange à construção e desconstrução de "verdades", um filme que, de certa forma, chega a ser quase uma síntese da faceta manipuladora e farsesca do seu diretor, superado apenas (nesse quesito) pela obra-prima Dublê de Corpo, que brinca com a imagem e com o quanto essa pode ser enganosa, um exercício radical que nega veementemente o estabelecimento de qualquer verdade absoluta.

OBS: Não sei qual insanidade me fez esquecer de Vestida para Matar quando lancei a lista, erro corrigido (infelizmente com a saída de Síndrome de Caim, que gosto bastante).


10. Vestida para Matar [1980]


09. Dália Negra [2006]


08. Os Intocáveis [1987]


07. Passion [2012]


06. Scarface [1983]


05. Missão: Impossível [1996]


04. Um Tiro na Noite [1981]


03. Femme Fatale [2002]


02. Dublê de Corpo [1984]


01. O Pagamento Final [1993]



-----------------------------------------------------------
Essa lista não é definitiva e está sujeita a mudanças, seja por revisão de obras antigas ou lançamento de novas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário