quinta-feira, 24 de março de 2016

Top 20 - Filmes Passados em Ambiente Único


GUILHERME W. MACHADO

Essa lista é, na verdade, mais focada no conceito de "chamber film"* do que no rigorismo do ambiente único e exclusivo. Dentre esses 20 filmes escolhidos, você pode espernear e constatar que alguns têm passagens em ambientes secundários, mas todos eles tem o arco central de seus enredos desenvolvidos num cenário específico - ok, talvez Stagecoach tenha sido demais - que ocupa a maior parte da obra. Os chamber films (se há algum termo equivalente utilizado na língua portuguesa eu desconheço) me atraem bastante pelo foco nos personagens e a constante sensação de urgência que costumam trazer. É um dispositivo narrativo muito versátil - basta constatar a imensa diferença entre os filmes aqui listados - e que demanda muito do diretor, que encara o desafio de fazer o melhor possível dentro de suas limitações espaciais; não à toa que os grandes mestres costumam destacar-se nesse tipo de filme.


* Chamber film seria um filme envolvendo um grupo de personagens (muitas vezes pequeno, mas não necessariamente), com temporalidade bem definida (geralmente curta) e num espaço físico limitado. São filmes que assemelham-se bastante à condição teatral, muitos são inclusive derivados de peças.


Trama Diabólica [Joseph L. Manckiewicz, 1972]


O Declínio do Império Americano [Denys Arcand, 1986]


Paixões em Fúria [John Huston, 1948]


Deus da Carnificina [Roman Polanski, 2011]


Amor [Michael Haneke, 2012]


Um Convidado Bem Trapalhão [Blake Edwards, 1968]


Cães de Aluguel [Quentin Tarantino, 1992]


A Pele de Vênus [Roman Polanski, 2013]


No Tempo das Diligências [John Ford, 1939]


Alien, O Oitavo Passageiro [Ridley Scott, 1979]


O Anjo Exterminador [Luis Buñuel, 1962]


Violência Gratuita [Michael Haneke, 1997]


O Enigma de Outro Mundo [John Carpenter, 1982]


12 Homens e uma Sentença [Sidney Lumet, 1957]


Quem tem Medo de Virginia Woolf? [Mike Nichols, 1966]


Os Oito Odiados [Quentin Tarantino, 2015]


Festim Diabólico [Alfred Hitchcock, 1948]


Persona [Ingmar Bergman, 1966]


A Mulher da Areia [Hiroshi Teshigahara, 1964]


Janela Indiscreta [Alfred Hitchcock, 1954]


2 comentários:

  1. Dirigi um filme que é, quase todo, passado em um único ambiente: NAVALHA NA CARNE, com Glauce Rocha, Emiliano Queiroz e Jece Valadão.
    Extraído da obra de Plínio Marcos.

    ResponderExcluir